arte naif

Russian Poetry


The unknown is terrifying territory. 

Whoever was born in South-America, in the 70’s, grew up dreaming of Disneyland, getting a pair of imported “american” tennis shoes for Christmas and acquiring electronic devices. The idea of traveling, even inside the country, was a far fetch for most of the ordinary people. We had the freedom, just not the money (nor the culture). Cuba and Russia, throughout the Cold War years were painted as hell itself, those terrible communists child-eaters and their despicable, vicious, socialist ways. Anti propaganda was subtle and agressive, at the same time. Heaven on Earth was the american dream and Dante’s inferno were compressed in the letters USSR. 

Time is wise and the winds never ceases blowing. Life is this little sail boat that, by chance or necessity brings us to the edges of the world, and shows us what our eyes and soul were longing or needed to see. 

Life is full of plot twists.

From HEL ( those who travel know where it is) I had to flee to the Great Unknown.

And suddenly, here I was, prepared for the wild, cold and unkind roughness of Russia.  

Instead I found all the opposite of whatever bad things I had ever heard.

Kind, true, helpful, well read but humble, beautiful people. A city that transcends beauty, history, culture. Deep blue skies, white snowy grounds and breath taking architecture that even in a -23°C makes you just stop and gaze, astonished, such enchanted, magical, gorgeous sceneries. Useless to describe. If you want to comprehend the beauty of this place you will have to come and see, explore, experience it by yourself. Leningrad is amazing. Saint Petersburg is astonishing. 

The unknown is a wonderful territory.
Beauty and coziness inspired me.

Russian composition of color and poetry.
PAINTING AVAILABLE: 

“Russian Poetry” – acrylics on canvas – 30×40

march/2017 – Luciana Mariano ©

lucianamariano1@hotmail.com
*****

O desconhecido é terrível território.

Quem nasceu na América do Sul, nos anos 70, cresceu sonhando com a Disneylândia, ganhar um par de tênis americanos “importados” para o Natal e adquir aparelhos eletrônicos. A idéia de viajar, mesmo dentro do país, era um sonho distante para a maioria das pessoas comuns. Tivemos a liberdade, apenas não o dinheiro (nem a cultura) para tal. Cuba e Rússia, ao longo dos anos da Guerra Fria, foram pintados como o próprio inferno, os terríveis comunistas comedores de crianças e seus modos desprezíveis, viciosos e socialistas. A propaganda “anti” era sutil e agressiva, ao mesmo tempo. O Céu na Terra era o sonho americano e o inferno de Dante foi comprimido nas cartas URSS.

O tempo é sábio e os ventos nunca cessam de soprar. A vida é este pequeno barco de vela que, por acaso ou necessidade, nos leva às margens do mundo e nos mostra o que nossos olhos e nossa alma anseiam ou precisam ver.

A vida está cheia de reviravoltas.

De HEL (aqueles que viajam sabem onde é) eu tive partir para o grande desconhecido.

E, de repente, aqui estava eu, preparada para a selvageria, frieza e desagradável aspereza da Rússia. Mas ao invés disso, encontrei só o oposto disso tudo. 

Pessoas amáveis, verdadeiras, prestativas, bem instruídas, mas humildes e lindas. Uma cidade que transcende beleza, história, cultura. Céus azuis profundos, solos nevados brancos e arquitetura de tirar o fôlego que, mesmo em -23 ° C faz você parar e olhar, surpreendido, encantado, a mágica de tão belos cenários. Inútil descrever. Se você quiser compreender o que é a beleza deste lugar, você tem que vir, ver, explorar, experimentar por si mesmo. Leningrado é incrível. São Petersburgo é surpreendente.

O desconhecido é território maravilhoso.
A beleza e o aconchego me inspiraram.

Composição de cor e poesia, russas.
PINTURA DISPINÍVEL: 

“Poesia Russa” – acrílico sobre linho – 30×40

março/2017 – Luciana Mariano ©

lucianamariano1@hotmail.com 

Advertisements

Palafitas

image

Eu nunca vou me ajustar num mundo onde alguns vivem no luxo e na riqueza e outros vivem no lixo e na pobreza. Empatia e solidariedade não deveriam ser artigos raros, mas são. Moleque morrendo com fome em porta de restaurante é sinal que a humanidade precisa de um Ctrl + Alt + Del. Hold.

*****

É proibido o uso de imagens autorais sem autorização por escrito do artista.

Para informações contacte: lucianamariano1@hotmail.com

Do que é feita a arte? What is art made of?

I just spent a week in an Artistic Residency that changed my life. A week that clearly gave me and taught me much more than I could ever give and teach. Projeto Âncora was born of a dream of very loving, altruistic people and became a reality and a life changing mechanism for many, now me included.

It started up as an after-school activity place for underpriviledged kids, then a circus school and finally an innovative, inspiring, amazing learning hub (school becomes an obsolete term for what they do and stand for), where kids learn whatever they have officially to learn and much, much more than that. Kids become the best version of themselves in there. They learn how to love, respect, listen, share, see…

For a whole week I sat there, under the circus tent and I painted. I had hundreds of curious eyes on me. I was surrounded and encountered many partners, story tellers, advisors, critics, helpers. I answered questions I had never thought about, I heard comments and compliments I would never thought were possible or even existed. Me and my painting were, daily, kissed, hugged and held lovingly by kids from 2 to 80 years old. And it felt good. In fact, I truely believe I was never loved this much. 

In return I also loved. I listened, observed, accepted, laughed, cried, talked, learned, painted. 

Art is made of many things. It’s an individual process inserted in a very collective one. I learned many things this week, but the greatest lesson for me was understanding that love is the essencial raw material to compose any and everything good and beautiful that urges to exist. Life needs love and Art is definetely made of it.

I deeply thank every and each child, teacher, friend and person I met at Projeto Ancora this week. You all make the world a better place to live in. Humanity stands a chance because of people and places like this.

Visit their website: http://projetoancora.org.br/index.php?lang=eng

❤️

Eu acabei de voltar de uma semana em uma residência artística que mudou minha vida. Uma semana que me deu e me ensinou muito mais do que eu claramente poderia dar e ensinar. Projeto Âncora nasceu de um sonho de pessoas muito amorosas e altruístas e tornou-se uma realidade e um mecanismo de mudança de vida para muitos, agora eu the também incluída.

Começou como um lugar de atividades pós escola, para as crianças desfavorecidas, em seguida, uma escola de circo e, finalmente, um inovador, inspirador e incrível centro de aprendizado (“escola” torna-se um termo obsoleto diante do que eles fazem e representam), lá as crianças aprendem o que eles têm oficialmente que aprender e muito, muuuuuito mais do que isso. Lá dentro as crianças tornam a melhor versão de si mesmas. Eles aprendem a amar, respeitar, ouvir, compartilhar, a enxergar …

Durante uma semana inteira me sentei lá, sob a tenda de circo e pintei. Eu tinha centenas de olhos curiosos sobre mim. Eu estava cercada e assessorada por muitos parceiros, contadores de histórias, conselheiros, críticos, ajudantes. Eu respondi perguntas às quais eu nunca havia imaginado, ouvi comentários e elogios que eu nunca pensei que fossem possíveis ou sequer que existissem. Eu e minha pintura eram, diariamente, beijadas, abraçadas e carinhosamente acolhidas por centenas de crianças de 2 a 80 anos. Foi muito bom. Na verdade, eu acho que nunca havia sido tão amada.

Em troca, eu também amei. Eu escutei, observei, aceitei, ri, chorei, falei, aprendi, pintei.

Arte é feita de muitas coisas. É um processo individual inserido em um outro processo, muito colectivo. Eu aprendi muitas coisas esta semana, mas a maior lição para mim foi compreender que o amor é matéria-prima essencial para compor tudo e qualquer coisa que seja realmente boa e bela e que precise existir. A vida precisa de amor e arte é definitivamente feita da mesma coisa.

Eu agradeço profundamente a cada criança, professor, amigo e pessoa que conheci no Projeto Âncora nesta semana. Vocês todos fazem do mundo um lugar melhor para se viver. A humanidade tem uma chance, graças a causas, pessoas e lugares como este.

❤️
Saiba mais sobre o Projeto Âncora: http://projetoancora.org.br

Fotos: Mara Nogueira

   
 

   
   

Bière, chocolat, gaufres et art naïf!

20130802-145231.jpg

Looking forward for all the good in Belgium!

Good beer
Good chocolate
Good waffles
Good people
And good ART NAÏF!

See you there!

from 18/August to 6/september
Biennale d’ Art Naïf
Maison Communale d’Evere
Square Hoedemackers 10
Evere – Belgium

Playfulness

20130112-023140.jpg

Girl with Yellow Ball
– 40×50 –
1500,00

********************************************************************
Ainda estou estupefata com o belo texto postado pelo querido amigo e mestre Moisés Patricio no Facebook. Não sei se é dele, mas o conteúdo me ressonou à alma.

“Os artistas são as pessoas mais motivadas e corajosas sobre a face da terra. Lidam com mais rejeição num ano do que a maioria das pessoas encara durante toda uma vida. Todos os dias, artistas enfrentam o desafio financeiro de viver um estilo de vida independente, o desrespeito de pessoas que acham que eles deviam ter um emprego a sério e o seu próprio medo de nunca mais ter trabalho. Todos os dias, têm de ignorar a possibilidade de que a visão à qual têm dedicado suas vidas seja apenas um sonho. Com cada obra ou papel, empurram os seus limites, emocionais e físicos, arriscando a crítica e o julgamento, muitos deles a ver outras pessoas da sua idade a alcançar os marcos previsíveis da vida normal – o carro, a família, a casa, o pé-de-meia. Por quê? Porque os artistas estão dispostos a dar a sua vida inteira por um momento – para que aquele verso, aquele riso, aquele gesto, agite a alma do público. Artistas são seres que provaram o néctar da vida naquele momento de cristal quando derramaram o seu espírito criativo e tocaram no coração do outro. Nesse instante, eles estão mais próximos da magia, de Deus e da perfeição do que qualquer um poderia estar. E nos seus corações, sabem que dedicar-se a esse momento vale mil vidas.”

Coletiva de Arte Naïf 2010

A Galeria Jacques Ardies fará, a partir de amanhã 20/11 sua exposição anual Grande Coletiva de Arte Naif, com apresentação dos trabalhos de vários grandes artistas e expoentes da pintura naif brasileira.

http://www.ardies.com/show_expo.php?id=9 

Visitem!

Exposição Galeria Jacques Ardies
Data: 20/11 a 24/12/2010
Vernissage: 20/11, das 12h às 16h
Local: Galeria Jacques Ardies – Rua Morgado de Mateus, 579 – Vila Mariana
Telefone: (11) 5539-7500
Horário: de segunda a sexta-feira, das 10h às 18h30; sábado, das 10h às 16h.

******************************************************************

PS: Hoje é o dia mais importante do ano: é o aniversário do Dedé, meu sobrinho favorito, depois dos outros 5. Dedé, Déxter, Dé, TioDéds, Ondéio: te amo mais, vc sabe. Feliz aniversário e toda a cerveja do mundo pra você. ❤

Time to smell the flowers

There is a picture on the wall, but I´m not sure it´s a real painting. It could be a mirror. It shows a narrow place with no windows, one painting on the right side with a quiet but colorful landscape. And then there is an open door. A door that will probably take you out of the sameness of the days. A door that was perhaps used by a tired soul to scape a world of frustration, someone that used to be buried under a safe ceiling, hidden by a comfy red armchair and cousy wall papers.
There is a key on the side coffee table. Beneath the key lays a piece of paper – maybe a message? a farewell note? or even just a gentle tissue avoiding scratches on the wooden furniture.
The flowers are silent as the cat. They both mind their own business while I wonder, frenetically, about things I don´t understand, stuff I can´t explain, feelings I can´t express.

Never mind the nonsense. Take the time to smell the flowers if you can. Run away, if you get the chance. I know I did.

*****************
Thank you Mauro, Carlos, Alba, Edson and all of my  friends for the scent of flowers and the opportunity to make a living while I continue to persue my dreams!

Hora do Brasil

 

De 13 /3  a 3/4 na Galeria Jacques Ardies.

Maiores informações: http://www.ardies.com